Artigos

Home » Artigos

clique e veja todas

Jurídicos

  • Antigamente que era bom

    Antigamente que era bom
     
    Não pretendo aqui modificar conceitos muito menos as visões das gerações passadas, porém, estaria mentindo quem diria que em alguma vez nunca ouvirá alguém dizer a frase: “No meu tempo isto não era assim” ou “No meu tempo que era bom”.
     
    Nota – se, constantemente, que a expressão é muito utilizada quando as pessoas de idade um pouco superior relatam a crescente violência, nos clubes, bairros, festas, futebol, esportes em geral, demostradas dia – a – dia pela mídia, que ainda se utiliza da dramatização e do sensasionalismo para informar.
     
    Entretanto, este homem não percebe que apenas está sintonizado sobre as notícias que chegam em momento quase que simultâneo ao fato, devido ao seus óculos, de tecnologia avançada, cujo material provém de uma empresa estrangeira.
     
    Que, ainda depende da força elétrica, iluminação e avanços como aparelho de televisão, rádio, jornal ou pelo computador, sistemas de informação contemporâneo, marcados pela velocidade e temperatura dos fatos.
     
    Fora todos estes avanços tecnológicos, alterações, modificações, na saúde, formas de tratamentos de doenças, no conforto, com duchas cada vez mais relaxantes, este mesmo homem está deitado em um sofá, macio e grande, na qual, abandonou – se certamente a poltrona, a rede ou o banquinho de madeira.
     
    Torna – se oportuno, descrever que o tempo esta bastante intenso e o sol escalda seus raios, aquecendo a vida dos romancistas de plantão. E não devemos esquecer que aquele homem que comenta que antigamente é que era bom, não se dá conta que prisma de um ventilador de última geração, aquele “top” de linha, refrescante.
     
    Concluo, comentando que na atual conjuntura em que estamos com avanços, tecnologias, desenvolvimentos, confortos e modificações, eu ardilosa e harmoniosamente afirmo: “atualmente é que é bom “, temos o conhecimento do necessário para manter a espécie, porém devemos orientar este desenvolvimento para fins sociais, almejando a felicidade geral.
     
    Rafael Barioni